terça-feira, 3 de fevereiro de 2009

Sempre acreditei nas pessoas e dei valor às amizades que eu achei que fossem verdadeiras.
Busquei a felicidade nos braços de quem nunca mereceu um gesto de afeto
Dei amor à quem jamais mereceu
Magoei pessoas que gostavam de mim e nunca mais tornei a falar com elas
Troquei a minha família por uma grande ilusão
e quando fiquei sozinha só tive eles ao meu lado
Depois da maior decepção... comecei a fugir de todos os sentimentos que representassem algo parecido com o que havia sentido.
Muito tempo depois, sempre fugindo, com medo
Conheci alguém muito especial
por acaso, muito por acaso
Essa pessoa foi aos poucos
me encantando com as palavras,
com o modo de agir
com o jeito carinhoso de me aconselhar
E bem devagar foi tomando um espaço que eu jamais permiti que outro tomasse conta.
Comecei a lutar contra o comecinho de sentimento que brotava em mim
Tentei colocar na cabeça que ainda existia um sentimento anterior e que ele era mais forte... Talvez por medo de sofrer outra vez
Mas alguns acontecimentos e o passar dos dias foram me mostrando que não adiantava mais lutar contra isso, pois por mais que eu não quizesse, era real e um sentimento tão bonito, me transmitia paz... sentia que poderia confiar para qualquer coisa.
Nunca conheci alguém tão lindo e transparente como essa pessoa.
O melhor, talvez o único momento que me sinto bem durante o dia é quando falo com ele...
Sou tão imperfeita, busco preencher o vazio que sinto em baladas, bebendo, chorando e sofrendo com gente que acho que se sentem piores que eu, pessoas que não se dão o mínimo de valor...
Conversar com ele me faz bem, meu coração fica tranquilo... quero muito mudar, ser bem diferente de tudo que tenho feito...

Obrigada por estar sempre ao meu lado...

Depois de tudo isso, de ler o novo início do meu blog, espero que acredite em tudo que falei, que acredite que é pra ti... e que goste do que leu...

Nenhum comentário:

Postar um comentário