sexta-feira, 30 de outubro de 2009


Eu preciso deixar claro o que sinto, para que todos compreendam que quando eu faço alguma coisa que muitos não aceita, não é por mal. Preciso colocar as cartas todos sobre a mesa, dizer o que sinto, o que quero, e espero o mesmo. Quero saber o que quer, com toda a franqueza que possa existir, pois ninguém consegue viver do "acho" por muito tempo.

Quero mergulhar num mar de sentimentos bons, que me façam voltar a ter certeza de algumas coisas que fui perdendo ao longo dos dias.

Quero amar, abraçar, fazer carinho e receber o mesmo, principalmente atenção. Os últimos dias não foram nada fáceis e a tensão tomou conta de tudo... não ter a certeza de um futuro é como andar pisando em ovos... e isso não me faz mais feliz...


Eu quero um amor que eu sempre sonhei...

Um comentário:

  1. Atenção, afeto, são coisas que o ser humano sempre está em busca...

    Uma reflexão profundamente instigante essa sua.

    Parabéns pelo texto. Prenhe de sensibilidade poética...

    ResponderExcluir