segunda-feira, 22 de agosto de 2011

Hoje

Hoje, pela primeira vez depois desse mês conturbado, eu consegui dar um sorriso. Consegui me liberar um pouco de tudo que me prendia e agora sou capaz de enxergar, mesma na escuridão, que tudo que eu pensava que não viveria sem, apenas me fazia mau.
Hoje, só não quero te encontrar, para não cair de novo naquela velha história, que eu sei que não passa de uma grande farsa, mas que eu adoro escutar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário